Buscar
  • Perfurarte

É seguro beber água de poço artesiano? Saiba tudo sobre a qualidade da água

Atualizado: 14 de mar.

A água de poços tubulares profundos, com 100 metros ou mais, costuma ser segura para consumo humano. Existem casos de água de má qualidade, no entanto, principalmente em poços rasos ou caipiras. Veja como conferir a qualidade e segurança da água de um poço


Garrafa de água potável proveniente de poço artesiano
Garrafa de água potável proveniente de poço artesiano

A água de um poço artesiano possui muitos usos diferentes, como abastecimento residencial, pastagem ou irrigação, por exemplo.


Seja qual for a principal função do poço, no entanto, a maioria das pessoas deseja obter um poço de água potável, ou seja, adequada para consumo humano.


Se esse é o seu caso, deve estar se perguntando: água de poço faz mal? Será que é seguro bebê-la ou tomar banho com ela?


Água de poço artesiano é potável?


Depende.


A água de poços artesianos profundos, com 100 metros ou mais, costuma ser segura para consumo humano, ou seja, costuma possuir características físicas, químicas e biológicas adequadas para consumo humano.


Nesse caso, é seguro bebê-la.


Vale lembrar que todo sistema de abastecimento de água deve ser monitorado e tratado com uma quantidade mínima de cloro, de acordo com a legislação brasileira. Somente ao atender esses parâmetros é que ela pode ser considerada de fato potável.


O cloro serve para matar a maior parte das bactérias, e nas quantidades corretas não adiciona cor ou cheiro à água - é imperceptível.


Poços rasos ou caipiras são mais perigosos


Por outro lado, poços semi artesianos mais rasos, com menos de 60 metros, não costumam ter água de qualidade.


Infelizmente, estes poços, também chamados de caipiras, correm um grande risco de poluição por pesticidas, nitratos, coliformes etc. Qualquer atividade no entorno - como esgotos, gado, depósitos de resíduos sólidos e armazenamento de combustíveis - pode contaminá-lo.


Isso acontece porque a água é captada de camadas mais superficiais do solo, enquanto a água de camadas mais profundas é filtrada naturalmente por rochas e sedimentos, livrando-se de contaminantes e tornando-se muito mais segura.


No geral, poços simples de até 20 metros são os mais perigosos para a saúde humana. Poços de 20 a 60 metros normalmente precisam de filtros ou outros tratamentos para a potabilidade. Já poços profundos, com mais de 100 metros, costumam ser mais seguros, embora existam casos que exigem tratamento.


Saiba como tratar a água de um poço artesiano para consumo humano aqui.


Como ter certeza de que se pode beber a água do poço artesiano?


Depois de perfurado o poço, o primeiro passo é realizar uma análise físico-química completa da água. A empresa de perfuração que você contratou pode incluir esse procedimento no custo do poço.


Às vezes, a água apresenta cor ou cheiro, e você sabe que tem algum problema ali. Uma água límpida não é garantia de segurança, no entanto – ela pode esconder perigos invisíveis.


A análise é essencial para conhecermos desde o pH da água até as suas características minerais e a presença ou ausência de elementos que representam uma ameaça para a saúde humana, como bactérias.


Vale lembrar que somente a análise bacteriológica não é suficiente; é preciso conhecer a composição química da água, pois coisas como excesso de minerais também podem levar a problemas de saúde.


Com o resultado da análise, você sabe se pode beber a água normalmente, ou se precisa de um filtro ou tratamento químico.


Tomar banho com água de poço é uma ação menos perigosa para a saúde que ingeri-la diretamente. No entanto, de acordo com a lei, qualquer água que entra em contato com o corpo humano (incluindo a água de chuveiros) precisa ser potável.


É possível encontrar água mineral em um poço artesiano?


Enquanto água potável é bastante comum em poços artesianos com mais de 100 metros, isso não significa que ela seja mineral.


Água potável é aquela adequada para o consumo humano, sem risco de contaminação ou doenças. Já a água mineral possui certos componentes químicos adicionais, como certos sais. Esses componentes podem ser naturais ou artificialmente acrescentados.


É possível encontrar água mineral natural em poços artesianos, mas não em qualquer lugar. Algumas regiões são mais propícias a apresentar as condições físico-químicas necessárias para essa água, como maior dissolução de sais minerais, maior temperatura e pH alcalino.


No sul de Minas Gerais, por exemplo, uma região conhecida como Circuito das Águas, composta por cidades como São Lourenço, Caxambu, Lambari e Cambuquira, é famosa por suas estâncias hidrominerais.


Tem mais dúvidas ou gostaria de um orçamento de um poço artesiano de qualidade? Fale conosco! Será um prazer atendê-lo.

LEIA TAMBÉM:

18.143 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo
WhatsApp