WhatsApp
Buscar
  • Perfurarte

Poço artesiano: principais vantagens e desvantagens

Atualizado: Mar 1

Está pensando em ter um poço e quer saber se o investimento vale a pena? Confira as principais vantagens, os inconvenientes e o custo-benefício de se ter um poço artesiano



A perfuração de poços artesianos é uma obra de engenharia cujo objetivo é furar o solo a fim de captar água subterrânea para diversos usos.


Geralmente, as chances de encontrar água de boa qualidade são altas. Dependendo da região e da finalidade do poço artesiano, as chances de encontrar água em quantidade e vazão suficientes também são muito boas.


Enquanto o investimento pode parecer alto, o retorno pode valer muito a pena. Dentre os benefícios possíveis, o poço artesiano pode gerar economia na conta de água, ajudar a crescer o seu negócio e a prevenir contra possíveis crises hídricas, como o racionamento que afetou o estado de São Paulo entre 2014 e 2016.


No entanto, infelizmente, a perfuração e operação de poços artesianos também é uma atividade arriscada.


Conheça as principais vantagens e os principais inconvenientes de se ter um poço artesiano, e descubra qual o custo-benefício para você:


Vantagens


1. Não falta água


Essa é uma vantagem muito importante: um poço bem construído é um fornecimento contínuo de água.


Você não dependerá mais da rede pública de abastecimento, o que significa que ficará livre de oscilações, que poderiam te deixar sem água por um tempo, bem como de crises hídricas e racionamento, que poderiam te deixar sem água por muito tempo.


Vale lembrar, no entanto, que a manutenção preventiva é essencial para evitar problemas com o poço.


A cada um ou no máximo dois anos, é legal checar o conjunto de bombeamento, filtros e demais componentes para prolongar a vida útil do seu poço, garantindo água limpa e adequada para uso por muitos anos.


2. Economia na conta de água


Não só você nunca ficará sem água, como certamente diminuirá seus custos. Em alguns casos, é possível até zerar a conta de água.


Dependendo do seu investimento, você logo recuperará o dinheiro aplicado no poço e passará a ver uma economia mensal real.


3. Água de qualidade


A água de poços artesianos profundos costuma apresentar características biológicas, físicas e químicas destinadas ao consumo humano, mas é importante realizar testes de potabilidade antes.


Também é necessário fazer uma análise bacteriológica da água, atendendo aos padrões exigidos pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).


No geral, suas chances de obter água de qualidade sem necessidade de tratamento químico são grandes. Vale observar, porém, que o tratamento com um teor mínimo de cloro é exigido por lei.


Água límpida ao lado de torneira de poço artesiano

4. Valorização do seu terreno


Você sabia que ter um poço artesiano valoriza muito o seu terreno no mercado? É difícil determinar quanto, mas alguns clientes da empresa de perfuração Perfurarte relataram um aumento de 20% no valor original do terreno.


Além disso, um poço artesiano pode ser perfurado em praticamente qualquer tipo de terreno.


Existem algumas ressalvas – especialmente se não há espaço no terreno para o equipamento necessário para a perfuração -, mas, no geral, a construção de um poço artesiano não é demorada e pode ser feita em solos dos mais variados.


A probabilidade de se encontrar água dependerá de um bom projeto feito por uma empresa séria, mas pode ser bastante alta.


E, no fim das contas, se você quiser vender o terreno, pode atrair todo o tipo de comprador ou empreendedor que utiliza bastante água em seus negócios.


5. Abastecimento de água sustentável


Ter um poço artesiano é mais sustentável do que usar água da rede pública ou comprar de caminhões-pipa.


A água de abastecimentos públicos e privados muitas vezes precisa ser tratada, e há grande desperdício no seu transporte – o Brasil desperdiçou 38% da água potável em seus sistemas de distribuição em 2016, o que equivale a uma perda financeira de mais de R$ 10 bilhões/ano, segundo um estudo do Instituto Trata Brasil.


Já um poço artesiano, se construído totalmente dentro das leis e normas de segurança e qualidade, não oferece nenhum risco à natureza, além de ter boa qualidade e custo-benefício.


Riscos e desvantagens


1 - Falta de garantia


Infelizmente, todas as vantagens em se ter um poço artesiano dependem exclusivamente de se encontrar água em quantidade suficiente no seu terreno. Supondo que o poço seja seco, ou não atenda à sua demanda, o custo operacional é o mesmo. Ou seja, você pode perder todo o seu investimento.


Apesar de existirem alguns estudos que podem minimizar os riscos, não há garantias. Principalmente, eles não são muito eficientes em determinar a quantidade de água que será encontrada; quanto mais profundo o poço, maior o gasto e mais incerto o retorno.


2 - Custo operacional


Conforme mencionado, é necessário realizar uma manutenção preventiva regular no poço artesiano. Isso tem um custo anual, que pode ser alto quando chegar a hora de trocar o conjunto de bombeamento, por exemplo.


Se o poço artesiano atender uma grande empresa ou indústria, este custo se torna maior. Além da manutenção, a legislação exige que certos materiais confiáveis sejam utilizados no poço, bem como a realização de análises físico-químicas da água mais completas e frequentes.


3 - Responsabilidade ambiental e sanitária


A perfuração de poços artesianos é uma obra de engenheira que interfere no meio ambiente. Para construir um, é necessário ter permissão do governo e acompanhamento de profissionais com registro no CREA. Poços sem licença ou construídos fora da norma são considerados ilegais e podem ser enquadrados como crime ambiental.


No caso de poços artesianos que atendem empresas, ou poços cuja água é destinada a consumo humano, há uma responsabilidade sanitária em jogo também. As análises periódicas, por exemplo, servem para identificar perigos (como bactérias e outros contaminantes) na água.


Principalmente no caso de empresas ou indústrias, dependendo da finalidade do uso da água, pode ser necessário ter um químico responsável, cadastro na Vigilância Sanitária, entre outras exigências.


Custo-benefício: quem mais se beneficia de poços artesianos?


Um poço artesiano vale a pena para todo mundo, mas determinados negócios podem se beneficiar bastante desse fornecimento contínuo de água.


Cliente satisfeito ao lado de poço perfurado que deu água

Primeiramente, é a melhor opção para quem não possui outra forma de abastecimento de água. Em locais sem acesso a rede pública, como sítios e fazendas, é uma solução com excelente custo-benefício.


Poços artesianos também são uma boa opção para residências e chácaras, uma vez que a possibilidade de retorno é grande, geralmente maior do que o risco. Um poço de 100 metros de profundidade, em média, possui água suficiente para atender uma demanda doméstica.


Determinados usos também podem ver muita vantagem em um poço artesiano. Por exemplo, se você possui uma plantação ou gado, o poço é perfeito para irrigação, tanto de culturas quanto para pastagem. Também gera muita economia para quem possui um lava-rápido.

condomínios


Outros empreendimentos que dependem de muita água e não podem ficar sem são condomínios, hospitais, hotéis, shoppings e postos de gasolina. No entanto, nestes casos, o custo de perfuração e de operação podem ser bastante altos, e a responsabilidade ambiental e sanitária também é maior.


No geral, pode ser mais vantajoso optar pelo modelo de serviço conhecido como WAAS ("Water as a Service"). Em um contrato WAAS, você recebe um sistema de abastecimento e tratamento de água e esgoto personalizado para o seu negócio, sem necessidade de investir ou correr riscos.


A taxa mensal cobrada é inferior a sua conta de água e esgoto atual, com a transferência do sistema ao final do contrato.


Essa solução é oferecida por empresas de saneamento particulares, como a NeoWater, mas geralmente só atende a demanda de grandes consumidores de água.


Tem mais dúvidas? Entre em contato conosco ou peça um orçamento!
961 visualizações0 comentário

Endereços

Sede Pouso Alegre: Rua Cel. Brito Filho, 1930/15B. Fátima I. Pouso Alegre/MG

(35) 99722-4138

São Paulo/SP: Avenida Juscelino Kubitschek, 1455. 4º andar. Vila Olímpia

(11) 96369-2837

Telefones:

0800-591-1812

E-mail

contato@perfurarte.com.br

Perfurarte • 2020