Buscar
  • Perfurarte

5 dicas para contratar uma boa empresa de perfuração de poços artesianos

Atualizado: há 7 dias

Quer construir um poço artesiano, e não sabe quem contratar? Confira 5 pontos fortes que toda boa empresa de perfuração tem


Maquinário de perfuração de poços artesianos

Perfurar um poço artesiano é uma atividade altamente especializada - poços profundos são considerados obras de engenharia que devem seguir determinadas normas e padrões de qualidade.


Como saber se uma empresa que faz poço artesiano é boa?


Separamos abaixo 5 dicas para te ajudar a tomar a melhor decisão:


1. A empresa deve SEMPRE trabalhar na legalidade


Você sabia que poços artesianos precisam estar dentro da legislação?


Toda empresa que cava poço artesiano precisa, antes de mais nada, solicitar uma licença ambiental, também chamada de autorização de perfuração, ao órgão estadual competente.


Esse processo é obrigatório e, sem ele, o poço é considerado clandestino e fica sujeito à multa e interdição. Ou seja, é você quem paga o pato!


Além disso, para obter essa licença, a obra precisa atender várias normas de segurança e qualidade, incluindo um estudo de viabilidade. Se a empresa não realiza esses procedimentos, quem sai perdendo, mais uma vez, é o cliente.


Vale lembrar ainda que poços clandestinos podem acarretar danos graves tanto ao meio ambiente quanto à saúde das pessoas.


Os órgãos que controlam as licenças levam em conta o potencial hídrico da região antes de liberar um poço. Poços ilegais não são documentados e podem sobrecarregar as reservas subterrâneas. Resultado: você (e todo mundo) pode acabar sem água.


O processo de regularização também inclui testes de vazão e análises de qualidade, o que garante que você não consuma uma água potencialmente prejudicial à saúde.


Por fim, mas não menos importante, uma empresa que trabalha na ilegalidade não é muito confiável – se ela engana o governo e comete crimes ambientais, por que não enganaria seus clientes?


A dica aqui é perguntar pela licença ambiental e conferir o orçamento de um poço artesiano. Os procedimentos legais necessários têm um custo, e toda empresa séria leva isso em conta.

2. A empresa deve ter maquinários modernos e com manutenção em dia


Um dos grandes problemas na construção de poços artesianos é o atraso na execução.

Isso porque o maquinário, se não for novo e moderno, pode quebrar ou parar de funcionar com frequência, e o cliente é prejudicado.


Empresas boas sempre atualizam suas ferramentas de trabalho. Além disso, elas são bem cuidadas – a manutenção do maquinário é importante e nem toda empresa tem o zelo necessário.


Maquinário moderno e bem mantido é um excelente sinal – afinal, quem não cuida de seu próprio quintal não é bom para cuidar do quintal dos outros, não é mesmo?


3. Técnicos de perfuração e manutenção habilidosos


É claro que, sozinho, um bom maquinário não faz milagre. Toda empresa que fura poços artesianos precisa ter técnicos de perfuração e de manutenção habilidosos.


Mais importante do que o tempo de mercado de uma empresa é o tempo de mercado de seus principais funcionários. Empresas de perfuração “novas” podem ter profissionais com mais de 20 anos de mercado, porque investiram na formação da melhor equipe possível.


Neste caso, a dica é perguntar sobre a experiência do técnico de perfuração ou até sobre a taxa de sucesso da empresa - por exemplo, quantos poços ela já perfurou na sua região, em quantos encontrou água, quantos diminuíram de vazão ou secaram etc.


4. A empresa deve ter vendedores e técnicos honestos


Toda boa empresa de perfuração possui vendedores preparados para responder dúvidas e profissionais habilitados para fazer visitas técnicas.


Essa visita permite que a empresa verifique a viabilidade de um poço e ofereça ao cliente o melhor projeto possível.


O técnico não está lá para vender um poço a qualquer custo, e sim para passar o maior número de informações ao cliente, que em seguida pode tomar uma decisão com segurança.


Por fim, o preço de um poço artesiano leva em conta muitas variáveis, e os técnicos e vendedores devem apresentar ao cliente todas elas, de forma que ele entenda perfeitamente pelo que está pagando.


A dica aqui é fazer muitas perguntas sobre os riscos de uma obra e, acima de tudo, desconfiar de vendedores que fazem promessas que não podem cumprir – às vezes, as chances de achar água são muito boas, mas ninguém pode garantir isso.


5. Peça referências


Por fim, nada como ter uma boa referência, não é mesmo? Ao escolher um produto ou uma empresa para fazer um serviço, é sempre interessante ter indicações.


Caso você não conheça ninguém que tenha feito um poço com a empresa, pode pedir a ela informações sobre clientes anteriores.


Nem sempre a empresa poderá liberar esses dados com detalhes, mas ela pode, no mínimo, dizer se já fez poços na sua região ou até listar clientes importantes, como empresas conhecidas, para quem já construiu poços.


Bônus: localização


A dica final é levar em conta a localização de uma empresa. Se ela atende sua região, isso é ótimo.


Já se ela está muito distante de você, provavelmente não poderá te ajudar tanto no caso de eventuais problemas.


Quer saber mais sobre a perfuração de poços artesianos? Entre em contato conosco!
42 visualizações

Endereços

Sede Pouso Alegre: Rua Cel. Brito Filho, 1930/15B. Fátima I. Pouso Alegre/MG

(35) 99722-4138

São Paulo/SP: Avenida Juscelino Kubitschek, 1455. 4º andar. Vila Olímpia

(11) 96369-2837

Telefones:

0800-591-1812

E-mail

contato@perfurarte.com.br

Perfurarte • 2020