WhatsApp
Buscar
  • Perfurarte

Existe distância mínima de um poço artesiano para outro? Saiba o que diz a legislação

Para um bom uso dos recursos hídricos naturais, o governo pode exigir uma distância mínima a ser respeitada entre um poço artesiano e outro. Saiba o que diz a legislação



Se você deseja construir um poço artesiano, mas já existe outro muito próximo ao seu, você provavelmente está com receio de que isso o prejudique.


Será que existe alguma lei sobre a distância mínima entre um poço artesiano e outro? Ou melhor, será que um poço artesiano pode mesmo atrapalhar o outro?


Depende. No geral, a distância mínima exigida entre um poço artesiano e outro varia de acordo com leis estaduais.


Já o impacto dessa proximidade pode ser determinado através de um teste de interferência ou de um parecer técnico.


Distância mínima de um poço artesiano a outro em Minas Gerais


No estado de Minas Gerais, embora não haja legislação que impeça a construção de poços artesianos próximos, para obter uma outorga de uso da água, a distância mínima exigida entre um poço e outro é de 200 metros.


Isso significa que, caso você queira utilizar a água de um poço artesiano que fique a menos de 200 metros de outro, você será obrigado a fazer um teste de interferência.


Normalmente, para conseguir uma outorga que te autoriza a usar a água, é necessário apenas realizar um teste de bombeamento no seu próprio poço, determinando sua vazão.


Já o teste de interferência consiste em fazer um teste de bombeamento cruzado entre os dois poços, para estabelecer se o nível da água de um deles é alterado pela presença do outro. A realização de um teste “extra” certamente torna esse procedimento mais caro.


Por fim, se o teste definir que há interferência significativa, o IGAM (Instituto Mineiro de Gestão das Águas) pode negar a outorga para o poço que a solicitou por último.


É importante observar que não importa qual dos poços foi construído primeiro. Por exemplo, poços clandestinos que forem denunciados nas proximidades de poços mais novos e outorgados podem ter que encerrar suas atividades caso estejam interferindo no nível de água.


Distância mínima de áreas contaminadas


Vale lembrar que a distância mínima é uma exigência que deve ser respeitada não somente em relação a outros poços artesianos, mas também em casos de proximidade a áreas de preservação ou áreas contaminadas, como aterros sanitários e cemitérios.


Neste caso, em Minas Gerais, a extensão recomendada é de 500 metros.


Distância mínima de um poço artesiano a outro em São Paulo


Em São Paulo, o teste de interferência não é exigido no momento da outorga. No entanto, existe uma recomendação para uma distância mínima de 500 metros entre poços artesianos.


Se houver um poço artesiano mais próximo ao seu e você acreditar que exista interferência, é possível solicitar o teste.


De acordo com o resultado, o DAEE (Departamento de Águas e Energia Elétrica de SP) pode determinar o reajuste de uma ou mais outorgas.


Por exemplo, ambos os poços podem ter que diminuir o uso de água diário, ou o poço que solicitou a outorga por último pode ter direito a uma vazão diária inferior.


E quanto a possíveis pontos de contaminação?


Em São Paulo, se a água do poço artesiano for destinada a consumo humano, a distância mínima exigida é de 500 metros.


Se você quiser construir um poço a menos de 500 metros de áreas possivelmente contaminadas, precisa solicitar um estudo de impacto e obter um Parecer Técnico favorável da Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb).


Esse procedimento costuma ter um valor alto, na faixa dos R$ 15 mil.


Tem mais dúvidas? Fale conosco! Será um prazer atendê-lo.
439 visualizações0 comentário

Endereços

Sede Pouso Alegre: Rua Cel. Brito Filho, 1930/15B. Fátima I. Pouso Alegre/MG

(35) 99722-4138

São Paulo/SP: Avenida Juscelino Kubitschek, 1455. 4º andar. Vila Olímpia

(11) 96369-2837

Telefones:

0800-591-1812

E-mail

contato@perfurarte.com.br

Perfurarte • 2020