Buscar
  • Perfurarte

Bomba para poço artesiano: tipos e problemas mais comuns

Seu poço artesiano não puxa água, ou sai pouca água? O problema pode ser na bomba. Saiba quais são os tipos de bomba mais comuns para poços artesianos, e seus defeitos mais frequentes



Modelos de bomba submersa da marca Ebara, uma das melhores do mercado, para poço artesiano

Pela definição técnica, um poço artesiano é aquele que jorra água naturalmente, sem necessidade de bomba. No entanto, poços jorrantes são bem raros.


A maioria dos poços – incluindo os profundos, com mais de 100 metros, comumente chamados de artesianos - precisa do auxílio de um conjunto de bombeamento para trazer a água até a superfície.


Logo, é importante conhecer o tipo ideal de bomba para o seu poço, bem como os problemas mais comuns que esse conjunto pode apresentar.


Como escolher uma bomba?


Para escolher a bomba (também chamada de motobomba) ideal, é preciso conhecer o diâmetro, a profundidade e a vazão de água do poço artesiano. Outros dados interessantes são o nível dinâmico e estático do poço.


Essas informações devem ser fornecidas pela empresa de perfuração.


Em muitos casos, os contratos de perfuração envolvem a instalação do conjunto de bombeamento, ou seja, você já recebe o poço funcionando, com a bomba certa para ele.


Se este não for o seu caso, no entanto, certifique-se de obter todos os dados necessários, bem como as características do poço, para comprar o equipamento certo.


Qual o principal tipo de bomba para poço artesiano?


O tipo de bomba mais utilizado em poços artesianos profundos é o modelo submerso.


A bomba submersa, como o próprio nome indica, fica embaixo da água o tempo todo. Ela precisa de um certo nível de água para funcionar direito, de forma que é interessante ter uma boia para controlar se esse nível está alto ou baixo demais.


Existem modelos que bombeiam água limpa e modelos capazes de bombear água com materiais sólidos, como areia e terra.


Como a bomba submersa funciona?


A principal função dessa motobomba é pressionar a água para cima. Para alcançar esse objetivo, a maioria dos modelos do mercado conta com um sistema de bombeamento elétrico submersível (ESP), uma espécie de motor.


As bombas submersas podem ter vários tamanhos (tanto de diâmetro quanto de comprimento) e ser compostas de diferentes materiais, como ferro e aço inox. Vale lembrar que as opções inoxidáveis são sempre superiores, pois não correm risco de enferrujamento.


Esse tipo de bomba atende a diferentes necessidades, desde abastecimento residencial até fins agrícolas, alimentícios, de mineração, construção e saneamento.


Potência e tensão


A potência ideal da motobomba vai depender da pressão e vazão de cada poço.


A tensão de alimentação deve ser compatível com a voltagem do local em que a motobomba será ligada. No caso da submersa, não existe versão bivolt.


Para uso residencial, a voltagem pode ser de 110 ou 220 volts, mas indica-se uma de 220 volts. Para usos industriais, a voltagem costuma ser de 220, 380 ou 440 volts trifásico.


Quais são os problemas ou defeitos mais comuns das bombas submersas?


O seu poço artesiano não puxa água, ou sai pouca água? O problema pode ser na bomba.


Os defeitos mais comuns que as bombas de poços artesianos apresentam são:


  • não extrair água;

  • fornecer água em vazão inferior;

  • sobrecarregar o motor;

  • vibrar.

As causas prováveis são muitas, como:


  • não ter água suficiente para a bomba submersa funcionar direito (nível baixo);

  • entrada de ar na tubulação;

  • rotação insuficiente ou acima do normal do motor;

  • bomba girando ao contrário.

Algumas das soluções possíveis são:


  • ajustar a tensão do motor;

  • corrigir a ligação;

  • vedar conexões;

  • desmontar e revisar peças;

  • desobstruir ou substituir o rotor;

  • limpar a bomba;

  • substituir a bomba.

Tem mais dúvidas? Entre em contato conosco!
67 visualizações

Endereços

Sede Pouso Alegre: Rua Cel. Brito Filho, 1930/15B. Fátima I. Pouso Alegre/MG

(35) 99722-4138

São Paulo/SP: Avenida Juscelino Kubitschek, 1455. 4º andar. Vila Olímpia

(11) 96369-2837

Telefones:

0800-591-1812

E-mail

contato@perfurarte.com.br

Perfurarte • 2020